quarta-feira, 22 de setembro de 2010

VULGARIZANDO O ESSENCIAL

Outro dia, conversando com minha amiga Sheila, trocamos uma idéia sobre o verdadeiro significado da frase "EU TE AMO".

Tenho visto casais dizendo isto, e poucos dias depois se desentendendo feio. Como se não bastasse, em curtíssimo prazo já arrumam outros parceiros(as) e embarcam em outro relacionamento.

"EU TE AMO" é tão simples assim?

O que será que "EU TE AMO" significa mesmo?

Será que "EU TE AMO" carrega embutido algum tipo de comprometimento ou apenas significa "eu te amo... até que eu me encha de você"?

Posso ficar aqui citando inúmeras frases positivas, mas a questão é sempre a mesma: com que propriedade elas são ditas?

Desde que o mundo é mundo, pessoas usam frases de impacto na tentativa de provocar uma boa impressão nas outras pessoas (entenda-se aqui "manipular outras pessoas").

Hoje, com a abrangência e a rapidez de divulgação através da Internet e outros meios de comunicação, isto virou uma "farra". Elogios e "frases de poder" são ditas a esmo e sem qualquer motivo justificável. Nas redes sociais das quais participo, vejo isto todos os dias. Até acredito que em alguns casos a intenção seja boa.

Certas coisas são essenciais na vida das pessoas e deveriam ser tratadas com mais seriedade.

É fácil dizer para uma pessoa que ela faz a diferença na sua vida e nunca mais procurá-la.

O que é isso?

Outro dia, um amigo postou um "tweet" parafraseando Einstein - "Um pensamento que às vezes me perturba: o louco sou eu ou são os outros?".

Estou me fazendo esta pergunta neste exato instante.

Será que é tão difícil dizer algo com sinceridade para alguém?

Acredito que um falso elogio faz mais estrago do que não falar nada para uma pessoa. No fundo, a pessoa que recebe o falso elogio sabe o que é verdade e o que não é.

Palavras ditas com responsabilidade e fundamento têm poder para mudar positivamente a vida de pessoas. Já vi isto de perto muitas vezes. Você não precisa inventar qualidades que a pessoa não tem.

É curioso notar como nossa satisfação com a vida aumenta quando somos sinceros com as pessoas que nos cercam. Aquele ambiente pesado da falsidade não tem espaço. A vida fica mais leve.

Contudo, é importante não usar a sinceridade como pretexto para criticar. São coisas bem diferentes.

Como você usa suas palavras? Quer realmente fazer a diferença na vida de alguém? Aprenda a usá-las com mais responsabilidade e lembre-se sempre que atitudes valem muito mais que palavras.

( Texto : Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

Nenhum comentário: