quarta-feira, 3 de agosto de 2011

ONDE ESTÃO OS PENSADORES ?

Não é de hoje que venho observando a atitude das pessoas, no que diz respeito ao pensar.

Há algum tempo atrás, enquanto ainda ministrava aulas, tinha uma grande preocupação com meus alunos, para que eles desenvolvessem conhecimentos, a partir das informações que eu lhes passava.

Informação não é conhecimento.

Eu fazia questão de incentivá-los a pensar sobre o que era ministrado e elaborar novas coisas, novas idéias.

Quando você não critica (no bom sentido), não elabora, não cria algo a partir da informação de você recebeu, você se torna apenas um repetidor de informação.

Não adianta "decorar" para ir bem na avaliação. A pessoa tem que dominar, e para isto, é necessário pensar, criticar, discutir, desenvolver.

É importante perceber a diferença entre discutir e polemizar, principalmente, se a pessoa tem o hábito de polemizar por qualquer motivo (neste caso, não se trata de um pensador, mas sim de um idiota).

Nunca tivemos acesso a tanta informação, principalmente através da Internet, mas tenho a impressão de que são poucos os que conseguem transformar a informação em conhecimento real.

Você já parou para pensar quanto coisa você vê na televisão ou na própria Internet, que simplesmente "repassa" para os outros sem refletir sobre aquilo?

Tirando um pouco o foco do setor educacional, me volto agora para o nosso conhecimento interior, o conhecimento que temos de nós mesmos.

Quem você pensa que é? Ou melhor, quem você acredita ser?

Você acredita que se conhece de verdade ou é apenas mais um iludido a respeito de si mesmo?

Quando recebe uma crítica ou elogio, você reflete sobre o que ouviu para identificar se realmente aquilo faz parte da sua identidade ou simplesmente se deixa levar pela opinião dos outros (sendo apenas um "repetidor")?

Aliás, acredito que umas das coisas que ajuda a criar "crenças limitantes" em nossa vida é exatamente o fato de "repetirmos" (aceitarmos) algo que nos falaram, sem refletirmos sobre aquilo.

Pensar, refletir, avaliar, são coisas que valem em todas as circunstâncias: na escola, na vida pessoal, no trabalho, etc.

Quando conseguimos transformar informação em conhecimento, damos um grande passo, mas isto só não basta.

Através da vivência ou aplicação deste conhecimento, ganhamos a experiência, e é isto que realmente faz a diferença em nossas vidas.

Tudo na vida envolve resultados, quer sejam bons ou ruins. Com certeza preferimos os bons resultados, mas nem sempre é assim.

A boa reflexão, seguida da boa ação, leva a bons resultados.

Este texto despertou alguma reflexão em você?

( Texto : Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

Nenhum comentário: