domingo, 5 de fevereiro de 2012

O CUSTO DO TURISMO DESEQUILIBRADO



Acabei de ler no site do jornal O ESTADO DE SÃO PAULO que pelo menos 30 praias do litoral de São Paulo estão impróprias para banho.

Não é para menos! É uma ilusão achar que as cidades do litoral de São Paulo tenham infra-estrutura para agüentar esta quantidade enorme de turistas.

Como se não bastasse isto, muitos deles ajudam a piorar muito as condições de higiene das praias, deixando todo tipo de sujeira para trás. Lamentável!

Felizmente, o mês de Janeiro/2012 teve mais chuva do que sol, o que fez com que vários turistas encerrassem suas férias na praia antecipadamente, porque senão, a condição das praias estaria muito pior, e com certeza, o número de praias impróprias já teria aumentado.

É uma pena que o litoral voltará a sofrer com os turistas nas próximas semanas por causa do Carnaval. Depois, o movimento começa a se acalmar, até Julho pelo menos. Um tempo para a natureza e os moradores locais se recuperarem da presença perniciosa de certos turistas.

Voltei agora de manhã de Ubatuba (SP), e ontem, passando por algumas praias, vi o resultado da falta de educação e de higiene dos turistas... Lixo de todo tipo jogado por todos os cantos nas praias.

Outro dia um amigo que leu uma crítica que fiz sobre turistas em Ubatuba me disse: "...mas todos têm direito de ir à praia".

Eu disse que concordava plenamente com ele (eu também sou turista), contudo, disse que além de direitos, o turista tem obrigações, principalmente a obrigação de manter o local limpo como encontrou, a obrigação de respeitar as leis e não incomodar outras pessoas com algazarra de qualquer tipo que seja.

O direito de uma pessoa termina onde começa o direito da outra pessoa.

Espero que os turistas possam se conscientizar cada vez mais do impacto que a presença deles leva aos lugares que visitam, não importando se é praia, campo, etc. Espero também que as Prefeituras reprimam de maneira mais ostensiva e com maior intensidade o comportamento dos maus turistas.

( Texto e fotos : Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

Nenhum comentário: