quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

CUIDADO PARA NÃO SE ACOSTUMAR COM A PAISAGEM

Segue um texto cuja autoria é atribuída a Luiz Marins que é muito interessante:

"Um dos maiores perigos que enfrentamos na vida é o de nos acostumarmos com a paisagem.

Acostumar com a paisagem significa não enxergar mais os detalhes das coisas que vemos todos os dias e dos ambientes em que vivemos.

Como vemos sempre a mesma coisa, estamos sempre naquele lugar, já não prestamos mais atenção nas coisas erradas, quebradas e sujas.

Como estamos sempre com as mesmas pessoas, elas se tornam parte da paisagem e não damos mais a atenção que deveríamos dar a elas. Passamos a não tratá-las bem, com respeito e polidez.

A verdade é que nos acostumamos com aquela paisagem e ligamos nosso piloto automático.

Vejo empresas com paredes sujas, cantos quebrados, salas de espera mal arrumadas, banheiros sujos e mal cuidados e até plantas secas em vasos.

Quando “chamo a atenção” para o que não são meramente detalhes, as pessoas se surpreendem. Elas não enxergam mais aquilo tudo. Elas se acostumaram com a paisagem.

Conheço subordinados que perderam o respeito em relação a seus chefes e chefes que perderam o respeito em relação a seus subordinados. Esse relacionamento diário fez com que ambos não prestassem mais atenção ao que falam, como falam, como se comportam, etc.

O mesmo acontece com clientes e fornecedores antigos. Eles acabam fazendo parte de nossa paisagem e aí não damos mais a atenção que dávamos a eles e acabamos até perdendo o respeito que deveríamos ter.

Na vida pessoal é a mesma coisa. A nossa esposa, nosso marido, nossos filhos e até pais e amigos começam a fazer parte de nossa paisagem. Perdemos o respeito que se traduz em gentileza, consideração, em ouvir com atenção e levar a sério o que dizem.

Há até mesmo o risco de nossa imagem começar a fazer parte da paisagem e não percebermos mais o quanto estamos gordos, feios, mal vestidos e até com falta de cuidados em nossa higiene pessoal. Aquela imagem que vemos todos os dias no espelho acaba fazendo parte da paisagem como se não pudesse ser mudada.

Cuidado, pois, para não se acostumar com a paisagem. Preste atenção!

Pense nisso. Sucesso!"

Nenhum comentário: