quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

UBATUBA VERÃO : TURISMO DESCONTROLADO E FALTA DE ÁGUA

Ainda ontem vi uma reportagem em um jornal regional sobre a falta de água nas cidades do Litoral Norte de São Paulo (Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião e Ilhabela).

Vários comerciantes, donos de restaurantes e lanchonetes tiveram prejuízo, pois não tiveram água suficiente para cozinhar, e acabaram perdendo clientes. Moradores locais então, nem se fala.

Por qual motivo falta água?

Embora queiram colocar a culpa na chuva, na queda de barreiras, e em outras coisas mais, o motivo para este e outros problemas nesta época é um só: prática do turismo descontrolado.

Residências onde caberiam no máximo 8 pessoas, são ocupadas por 16 ou até mais pessoas.

Não existe cidade no mundo que consiga lidar com uma situação destas.

As cidades do Litoral Norte possuem infraestrutura adequada para um nível até maior que o consumo normal, mas da maneira como ocorre, não é possível atender a demanda.

A infraestrutura poderia ser melhorada? Com certeza, mas a maior culpa disto é dos turistas, que mesmo sabendo de todos estes problemas e do impacto causado pela presença deles, insistem em ir.

Poderiam optar por um modo de turismo menos "agressivo", escolhendo outros lugares para ir, onde a presença deles fosse causar menos impacto, ou mesmo outras épocas do ano para ir, mas infelizmente isto não ocorre. Reconheço que famílias com crianças só dispõem de épocas específicas no ano para tirar férias, mas sempre existe uma opção.

Conversei com vários amigos que voltaram do litoral esta semana, e que disseram que nunca mais irão para lá nesta época do ano. Aposto que no ano que vem estarão lá novamente.

As Prefeituras deviam estabelecer quotas, como fazem em algumas reservas.

Por exemplo, a partir deste ano haverá limite de pessoas para frequentar uma das mais famosas praias de Ilhabela. O motivo desta restrição é o impacto causado pelo excesso de turistas. Na minha opinião, deveriam fazer isto em outras praias de todo o Litoral Norte.

Por quê não fazer isto também com as cidades? Uma vez que a presença excessiva de turistas provoca poluição, desabastecimento, prejuízos financeiros e risco sanitário, isto é perfeitamente aceitável.

Adicionalmente poderiam cobrar nesta época do ano uma "taxa" de todos os turistas, para ser usada exclusivamente na recuperação do meio ambiente, que fica completamente degradado depois que os eles retornam das férias para suas casas. No fim das contas, quem paga por todos os prejuízos deixados pelos turistas são os moradores locais. Haja IPTU !

Existem inúmeras soluções de turismo de baixo impacto. Não precisa procurar muito na Internet para encontrar. Com um pouco de boa vontade, encontramos soluções para isto.

Nenhum comentário: