segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

UBATUBA VERÃO 2014 : MORADORES LOCAIS SOFREM AS CONSEQUÊNCIAS DO TURISMO DESCONTROLADO

"Produtos com preços entre 200 e 300 por cento acima do normal !"

Foi esta frase que me chamou a atenção em uma reportagem que vi este mês.

Nela, moradores locais de Ubatuba protestavam, explicando que não eram turistas e que os preços estavam muito altos. Onde estão os órgãos de defesa do consumidor para verificar estes abusos?

Querem ganhar o máximo com o excesso de turistas que estão na cidade nesta época do ano, contudo, a população, especialmente a mais pobre, paga o preço.

Muitos turistas fazem uso do bom senso e inteligência, e fazem compras em suas cidades de origem antes de irem para a praia.

Até turistas de classes mais altas já estão ficando cansados de ser explorados quando viajam, e praticam o que chamam de "farofa chique", trazendo para a praia produtos comprados previamente, para evitar os preços abusivos.

Em outras palavras, tem muita gente perdendo negócio por conta de sua ganância.

Mas não é só o aumento abusivo de produtos e combustíveis que prejudicam os moradores locais. Enquanto os turistas estão de férias, e dispostos a ficar fazendo arruaça até altas horas da madrugada, a maioria dos moradores locais trabalha e tem que levantar cedo. Precisam dormir um mínimo necessário, mas o que seriam belos sonhos, acaba se tornando um grande pesadelo.

Minha posição é de sempre defender e incentivar o turismo equilibrado, de baixo impacto, e ainda ecologicamente e economicamente correto.

Grande parte da responsabilidade destes problemas recai sobre os turistas, que deveriam se preocupar em praticar turismo de menor impacto. Por outro lado, os proprietários de comércio de todos os tipos  poderiam criar condições inteligentes para ter um fluxo de turistas o ano todo.

Quem sabe algum dia isso possa melhorar.

Nenhum comentário: