domingo, 5 de abril de 2015

O PREÇO DAS SUPOSIÇÕES ERRADAS

Hoje quero lembrar um pouco sobre as suposições que normalmente fazemos sobre as intenções de familiares, amigos e até desconhecidos, quando nos relacionamos com eles.

Tomar decisões, tendo como base uma suposição, é um dos maiores erros do ser humano, e isto ocorre com frequência.

Ficamos tentando imaginar o que a pessoa pretendia, quando ela disse ou fez algo.

A verdade é que a maioria das vezes, as nossas suposições sobre a intenção dos outros estão erradas.

Embora você fique se perguntando quais eram as reais intenções das outras pessoas, jamais saberá, já que elas (as intenções) existem apenas nas mentes das outras pessoas.

Você já parou para pensar que normalmente baseamos nosso julgamento sobre a intenção dos outros, tomando como base aquilo que estamos sentindo por causa daquilo que nos fizeram?

Por exemplo: se você se sentiu humilhado com algo que alguém lhe fez ou falou, normalmente você vai supor que a intenção da pessoa era te humilhar. E para colocar um pouco mais de "lenha na fogueira", nossa cabeça começa a deduzir outras coisas negativas, que acabam se somando à primeira dedução - "ela me humilhou porque está com raiva de mim". Pode ser que a pessoa jamais teve a intenção de te humilhar, tampouco está com raiva de você. Como que você tem certeza disto?

Hoje em dia, com um maior uso de meios eletrônicos para se comunicar, a falta de contato humano ajuda a piorar ainda mais este tipo de situação. Alguns aplicativos de computador, tablet e celular oferecem a opção de se usar os "emoticons", que são aquelas "carinhas" de alegria, tristeza, etc, que podem até ajudar na comunicação, mas nem de longe resolvem este problema.

Como podemos "fugir" das armadilhas das suposições?

Existem algumas maneiras de se "escapar" destas "peças" que nossa mente nos prega. A principal delas é esclarecer com a pessoa envolvida o que ela quis dizer com aquelas palavras. Qual era o objetivo dela?

Explique também como você se sente, e questione se era esse o impacto que a pessoa queria causar em você.

Para algumas pessoas orgulhosas e arrogantes, ter este tipo de conversa franca não é muito fácil, mas elas devem avaliar o que é melhor ou pior, e escolher com qual das opções querem ficar, sem reclamar depois de suas escolhas.

Deduzir equivocadamente a intenção de outra pessoa pode trazer riscos, inclusive acabar com relacionamentos.

Esclareça sempre, as situações duvidosas, para que você não pague o preço disto.

( Texto : Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

Nenhum comentário: