quinta-feira, 18 de junho de 2015

SUPERCONSUMO E PRESERVAÇÃO

Hoje assisti a dois programas da TV5, que se chamam VU DU CIEL e também LA VIE EN VERT.

O primeiro programa falava precisamente do consumo excessivo que o ser humano está fazendo dos recursos da Terra, mostrando por exemplo:
  • A pesca excessiva do atum vermelho praticada principalmente para atender ao mercado japonês;
  • A produção maciça de algodão para fabricação de jeans (para produzir 1 quilo de algodão é necessário pelo menos 11 mil litros de água);
  • A extração de um metal usado na fabricação de celulares que usa mão-de-obra escrava de crianças no Congo;
  • O desperdício excessivo de alimentos prontos. Alguns deles, por exemplo sanduíches, podem ficar no máximo 8 horas na prateleira para venda e depois são jogados fora;
  • A destruição da Floresta Amazônica no Estado do Pará (norte do Brasil) para plantio de soja, que segundo o documentário, é financiada por fazendeiros e uma grande empresa americana. Neste caso, embora tenha sofrido ameaças de mortes, o Padre Edilberto Senna, luta diariamente pela preservação da floresta.
  • Várias outras coisas relativas ao abuso dos recursos naturais.
O outro programa, sempre trata sobre preservação ambiental, uso racional dos recursos naturais e reciclagem.

Para produzir uma xícara de café são necessários aproximadamente 140 litros de água, enquanto uma xícara de chá são 40 litros. Uma simples folha de papel A4 necessita de 10 litros de água para ser produzida (sem contar a árvore cortada).

Devemos lembrar ainda que cada um destes produtos usam algum tipo de energia para ser produzido; consomem combustível e poluem a atmosfera, já que precisa ser transportado até o local de venda.

Pelos estudos apresentados há vários anos atrás, o mundo não tem recursos para suportar este superconsumo.

O que fazer? Ficar sem o produto? Claro que não. Contudo, devemos consumir de maneira mais consciente.

Antes de comprar qualquer coisa que seja, devemos nos perguntar se realmente precisamos daquilo ou se é algo apenas para satisfazer um capricho ou nosso ego.

Bastou sair um modelo novo que pessoas estão trocando sem necessidade de celular, notebook, relógio, videogame, e isto não se limita a eletrônicos, atingindo também a vestuário, automóveis e muitos outros segmentos.

Outro dia visitei um site de um motociclista brasileiro, onde o mesmo utiliza um site na internet para calcular quanto de poluentes ele emite na atmosfera a cada passeio de moto que ele faz, e quanto ele doa para uma entidade que realiza o plantio de árvores. Muito legal!

Uma transportadora canadense está forçando os caminhoneiros que trabalham para eles a ter uma conduta de dirigir que gasta menos combustível e por sua vez polui menos. Economia para a empresa e menos poluição.

Várias pessoas já estão se dando conta de que devem mudar sua conduta de consumo e também da questão de preservar o meio ambiente e os recursos naturais, mas este número de pessoas precisa aumentar.

E você? O que está fazendo para melhorar o mundo em que vive?

( Texto : Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

Nenhum comentário: