terça-feira, 7 de julho de 2015

TURISMO DE MÁ QUALIDADE EM UBATUBA

Quando uma pessoa normal sai de férias, ela busca comodidade, conforto e deseja aproveitar ao máximo o seu tempo para desfrutar do lugar para onde vai.

Infelizmente, o turista não tem encontrado isso em Ubatuba, e nem em outras cidades do Litoral Norte Paulista durante temporada de férias e feriados.

O primeiro problema já começa na viagem de ida. O turista pega um tráfego carregado, fazendo com que uma simples viagem de 90 minutos leve de 4 a 9 horas, e talvez até mais. Um absurdo!

Ao chegar lá, a comodidade e o conforto vão “por água abaixo” pois as praias estão todas lotadas, assim como padarias, restaurantes, supermercados, lanchonetes e tudo mais.

Além disso, temos o problema de falta de água e excesso de esgoto provocado pela enorme quantidade de turistas. Vale lembrar que na data de hoje, somente parte do esgoto produzido no Litoral Norte de São Paulo é tratado, e o que não é tratado acaba sendo desaguado onde mesmo?

Fora o esgoto, as principais praias da cidade viram um verdadeiro “chiqueiro”, já que a falta de bom senso, higiene e educação dos turistas os impede de jogar o lixo no lixo, deixando todo tipo de sujeira para trás, onde quer que passem.

Sabemos muito bem que a grande maioria do povo brasileiro dá pouca importância à qualidade de qualquer coisa que seja, tanto, que aceita qualquer porcaria em sua vida: políticos, comida, produtos, serviços, etc. E por esse motivo aceita também a condição de má qualidade em suas férias ou feriados. O que vale é estar lá, pouco importando em que condição, apenas para poder dizer para os outros que estava lá. São simplesmente o máximo... O máximo da idiotice!

Para fechar com “chave de ouro” a viagem, o turista enfrenta também no retorno para casa o tráfego carregado, e leva de lembrança outra viagem de 4 a 9 horas.

O que deveria ser um período de descanso e prazer, acaba se tornando um período de aborrecimentos e “stress” para todos. Obviamente e lamentavelmente, os únicos culpados por essa situação são os próprios turistas.

Contudo, está aumentando cada vez mais o número daqueles que já não estão mais dispostos a tolerar esta situação, e buscam outras opções, afinal, férias e feriados existem para descansarmos e aproveitarmos, e não para nos aborrecer.

Tenho visto pela Internet que famílias estão fazendo o caminho contrário, e indo para o interior, onde o turismo é mais barato que no litoral, onde existem várias alternativas agradáveis de lazer, onde se pode ir a um restaurante ou outro lugar público sem que esteja lotado, onde existem excelentes hotéis a preços mais baixos que no litoral, onde a natureza é tão exuberante quanto no litoral. Nesta condição, o turista tem qualidade nas suas férias ou feriados.

O turista que é inteligente e busca qualidade naquilo que desfruta, sabe que pode ir para o litoral aos finais de semana em outras épocas do ano, fora de temporada e feriados, e assim aproveitar exatamente as mesmas coisas que aproveitaria em época de temporada, a preços mais baixos, sem lotação, e principalmente, sem aborrecimentos.

E você... Que tipo de turista é?

Nenhum comentário: