domingo, 6 de setembro de 2009

ESTRANHOS PODERES E ETERNIDADE


Muito observo as pessoas, e uma coisa que sempre me intrigou é o fato de ficarmos completamente "sem rumo" em certas circunstâncias da vida.

Alguns ficam assim porque perdem um grande amor, outros porque perdem um ente querido, outros porque perdem um emprego ou qualquer outra coisa para a qual dão um grande valor.

É interessante perceber como pessoas ou coisas completam nossa vida de tal forma que sem elas, o mundo parece não existir. Com toda razão!

Se por acaso as perdemos, estranhos poderes entram em ação...

Que poder é este que faz com que a gente perca completamente o sono?

Que poder é este que faz com que nossa vida se torne uma miséria, mesmo a gente tendo tudo aquilo que precisa para viver bem?

Que poder é este que às vezes pode até nos levar a tirar nossa própria vida ou talvez a vida de alguém?

Para mim, este poder nada mais é do que a paixão, o amor que temos por pessoas e coisas.

Quem não deseja ter para sempre tudo aquilo que lhe é importante, querido ou que lhe faz bem?

Infelizmente as coisas não podem ser assim.

Para eternizar ao máximo as boas coisas que temos, acredito que devamos viver cada dia de nossas vidas como se ele fosse o último. Adquiri este conceito após uma dinâmica de grupo utilizando PNL (Programação Neurolingüística), onde foi mostrado aos participantes que nossas próprias vidas podem acabar de uma hora para outra, sem qualquer aviso.

Depois de nos conscientizarmos disto podemos imaginar tudo aquilo que deixamos de fazer e poderíamos ter feito, ou tudo aquilo que poderíamos ter dito e não dissemos. E de repente pode ser tarde demais...

Isto não é óbvio? Sim é, mas muitas pessoas não se dão conta disto ou não estão interessadas!

Às vezes, aquela conversa que queriamos ter com alguém, mas deixamos para depois porque estávamos com pressa em fazer alguma outra coisa, nunca mais poderá acontecer. Ficção? Jamais! Isto ocorre todos os dias e milhões de pessoas lamentam as oportunidades perdidas, que nunca mais voltarão.

Viver a vida incessantemente, de maneira plena é, na minha percepção, a melhor maneira de eternizar tudo de bom que temos.

E você, como vive seu dia? Já pensou em deixar de lado a correria por alguns instantes e fazer algo para alguém ou com alguém que há muito você estava adiando? Que tal deixar de lado algumas coisas que no fundo, não são tão importantes, e dar atenção à uma pessoa querida?

Neste instante me lembro de uma frase: só os diamantes são eternos...
( Texto e foto: Wilson Luiz Negrini de Carvalho )