terça-feira, 12 de dezembro de 2017

MOTIVATIONAL QUOTE DECEMBER 12th 2017


Obstacles are the scary things you encounter when you look away from your dream.

I'd like to suggest you a good book about motivation:

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

MOTIVAÇÃO 11 DEZ 2017


Obstáculos são as coisas assustadoras que você encontra quando desvia os olhos do seu sonho.

Deixo a dica de um excelente livro sobre motivação:

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

MOTIVAÇÃO 04 DEZ 2017


O segredo do sucesso é a constância de propósito.

Deixo a dica de um excelente livro sobre motivação:

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

FRASES MOTIVACIONAIS (DEZEMBRO/2017)


Frases deste mês:
  • Se eu quiser que meus sonhos se realizem, não posso dormir demais.
  • Realizar um ideal pode causar frustração porque significa que estamos lidando, principalmente, com algo imperceptível, uma ilusão.
  • É a diferença de opiniões que torna possível as corridas de cavalos. - Mark Twain
  • A ação é uma grande restauradora e construtora da confiança. A inatividade não só é o resultado, mas a causa do medo. Talvez a ação que você tome tenha êxito; talvez uma ação diferente ou ajustes terão de ser feitos. Mas qualquer ação é melhor que nenhuma. - Norman Vincent Peale


terça-feira, 28 de novembro de 2017

MOTIVATIONAL QUOTE NOVEMBER 28th 2017


The great purpose of life is not knowledge, but action.

I'd like to suggest you a good book about motivation:

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

MOTIVAÇÃO 27/NOV/2017


A grande finalidade da vida não é conhecimento, mas ação.

Deixo a dica de um excelente livro sobre motivação:

sábado, 25 de novembro de 2017

BLACK FRIDAY OU BLACK FRAUDE ?


Como de costume, brasileiro tem mania de imitar coisas que acontecem no exterior, especialmente nos Estados Unidos.

Infelizmente, nestas tentativas de imitação, as coisas por aqui acontecem de forma avacalhada.

Será que alguém se lembra de um quadro humorístico que o Jô Soares apresentava há muito tempo em um programa de televisão, em que ele fazia o papel de um chefão da Máfia, que tentava implementar aqui no Brasil, os esquemas mafiosos, mas no fim, acabava dando tudo errado. O quadro humorístico encerrava com o Jô Soares falando a seguinte frase: "não leva a Máfia para o Brasil que esculhamba".

É isso aí! Trocando em miúdos, isto quer dizer que a má qualidade, a desorganização, a incompetência, e em alguns casos até a falta de ética, imperam no Brasil, desde muito tempo. Apenas para exemplificar, nesta semana que passou, eu publiquei em meu perfil do Facebook um link de uma reportagem publicada em um dos melhores jornais do Brasil, dizendo que a Rússia suspendeu a compra de carne bovina e suína do Brasil, porque os padrões de qualidade não atendem o mínimo necessário. Durante este ano, vi e divulguei em minhas redes sociais, links para várias outras reportagens que mostravam que os produtos brasileiros estavam perdendo competitividade no exterior, justamente por falta de qualidade.

E o que isto tem a ver com a Black Friday aqui no Brasil?

A má qualidade e a falta de ética que regularmente são praticadas pelos brasileiros, também estão presentes na Black Friday.

Em reportagem que li ontem no fim do dia, que não por acaso foi a Black Friday, dizia que metade dos produtos oferecidos tinham promoção falsa, e ainda informava que cerca de 48% dos produtos estavam até mais baratos, nos dias que antecederam a Black Friday.

Enquanto em vários países temos verdadeiras Black Fridays, onde produtos são ofertados por preços mais baixos, e a população é realmente beneficiada, aqui no Brasil temos inúmeros consumidores otários, que pagam um produto mais caro do que ele estava no dia imediatamente anterior. Está é a brasileira Black Fraude!

O pior de tudo: a maioria das vezes, as pessoas compram algo que não precisam, gastando um dinheiro que não têm.

Os consumidores não sabem que ao assistirem propagandas sobre a Black Friday na TV, podem estar sendo vítimas de "gatilhos mentais", que não são perceptíveis por suas mentes conscientes. Sem perceberem, uma "necessidade incontrolável" de comprar algo na Black Friday, acaba tomando de assalto as suas mentes.

Para evitar ser vítima de qualquer tipo de "promoção", não só a Black Friday, faça duas coisas muito simples:

1-) Pergunte a si mesmo se você realmente precisa comprar aquilo. Se você titubear na resposta, você já sabe que não precisa, portanto, jamais perca seu dinheiro e seu tempo comprando isso.

2-) Quinze dias antes da Black Friday, pesquise o preço do que você quer comprar, e compare com o preço oferecido na Black Friday. Se realmente a diferença valer a pena, compre.

Tanto a questão de ética, quanto a de qualidade, começam com você. Se você quer ajudar a mudar um lugar, quer seja uma pequena comunidade, uma empresa ou até mesmo um país, comece mudando seu comportamento. Seja o exemplo de mudança que você quer ver nos outros.

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

FOTO DO MÊS (NOVEMBRO/2017)


Foto : Wilson Luiz Negrini de Carvalho

Para você que gosta de fotografia e quer aprender truques essenciais para tirar uma boa foto, recomendo o livro abaixo:

terça-feira, 21 de novembro de 2017

MOTIVATIONAL QUOTE NOVEMBER 21st 2017



The greatest gift that successful people have over ordinary people is their ability to act.

I'd like to suggest you a good book about motivation:

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

MOTIVAÇÃO 20/NOV/2017


O maior dom que as pessoas bem sucedidas têm em relação às pessoas comuns é a sua habilidade de agir.

Deixo a dica de um excelente livro sobre motivação:

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

O QUE SÃO CRENÇAS ICEBERG ?


Sabe quando você tem uma explosão emocional, ao discutir com alguém, e depois você se pergunta: de onde veio isso?

Pois é, esta explosão emocional ocorreu porque durante aquela conversa, alguma coisa "colidiu" com uma crença "iceberg" que você tem.

Uma crença "iceberg" nada mais é do que uma crença que temos sobre nós mesmos, nosso mundo ou nosso futuro, que normalmente se apresenta como um conjunto de regras sobre como entendemos que as coisas devam ser, ou sobre como nós ou os outros devemos nos portar, diante de certas circunstâncias. Há algum tempo, eu participei de uma reunião em que um assunto foi colocado em votação e uma pessoa votou diferente de outro participante. O primeiro participante começou a falar palavrões e de forma infantil, retirou-se da reunião, simplesmente porque uma pessoa votou diferente da forma como ele queria que tivesse votado. Muito provavelmente esta conduta totalmente imatura é fruto de uma crença "iceberg".

As crenças "iceberg" são chamadas assim, porque somente a "pontinha" da crença é perceptível para nossa mente consciente, e a grande parte restante fica sob o controle da nossa mente inconsciente.

Existem basicamente 3 áreas em que as crenças "iceberg" se manifestam:

1-) Nas nossas realizações, incluindo estudo, trabalho, etc. Um exemplo de crença "iceberg" nesta área seria: "eu tenho que fazer tudo certo".

2-) Nos nossos relacionamentos. Um exemplo de crença "iceberg" nesta área seria: "não se pode confiar nas pessoas".

3-) Na forma como você controla sua vida e lida com o mundo. Um tipo de crença "iceberg" deste tipos seria: "as pessoas têm que ser pontuais sempre".


Como identificar uma crença "iceberg"?

Uma das formas de se identificar uma crença "iceberg" é assim...

Procure se lembrar de uma explosão emocional que você tenha tido recentemente, que tenha sido desproporcional ao fato ocorrido.

Lembrou? Você então precisará fazer a si mesmo 4 perguntas.

Mas antes, para ficar mais fácil de entender, vou utilizar um exemplo: imagine que estou em casa, na mesa da sala, trabalhando em um projeto super complexo, com um prazo de entrega bastante apertado, e minha mulher me interrompe para perguntar que horas são.

Então eu tenho uma explosão emocional e grito para ela ir ver as horas no relógio da cozinha ou no celular dela. Acho que nem preciso falar que a confusão já está criada.

Quais são as 4 perguntas que terei que fazer a mim, para identificar minha crença "iceberg"?

Pergunta 1: Por quê isso me deixou tão bravo?

Respondendo a esta pergunta dentro do exemplo que dei: porque ela interrompeu um trabalho importantíssimo que eu estava fazendo.

Pergunta 2: Analisando a resposta da pergunta 1, pergunte-se o que esta resposta significa para você.

Levando em conta o nosso exemplo, significaria para mim que minha mulher não respeita o meu trabalho.

Pergunta 3: Ainda analisando a resposta dada na pergunta 1, pergunte-se qual é a pior parte disto tudo para você.

Enquadrando em nosso exemplo, significaria que minha mulher não me respeita.

Pergunta 4: Se você realmente acredita que a resposta que você deu na pergunta 3 é verdadeira, pergunte-se por que isso lhe incomoda tanto.

Ainda dentro do nosso exemplo, vamos supor que você tenha respondido que isto lhe incomoda tanto porque você entende que as pessoas devem respeitar seu trabalho.

Está ai! Esta é a sua crença "iceberg". Você pensa que todos devem respeitar seu trabalho, e quando não respeitam, temos uma desavença.

Toda vez que você encontrar em sua resposta os verbos DEVER, TER QUE, ESPERAR QUE, PRECISAR, e outros semelhantes, é muito provável que você tenha encontrado uma crença "iceberg".


Como lidar com as crenças "iceberg"?

Para lidar com as crenças "iceberg" temos três opções:

Opção 1 : Destruir o "iceberg"

Existem crenças que adquirimos quando crianças, que para aquela fase de nossas vidas servem muito bem, mas depois que nos tornamos adultos, nenhum sentido existe em mantê-las.

Um exemplo disto é a crença de que "todos têm que fazer as minhas vontades".

Trata-se de uma crença que não cabe na vida de um adulto em hipótese alguma, e você não faz ideia de quantos adultos que conheço, que criam confusão até hoje por ainda terem este tipo de crença. Lembra do exemplo da reunião que citei no início deste texto? É um caso típico destes.

Para "derreter" este "iceberg", a pessoa precisa transformar a crença em algo aceitável, como por exemplo: "eu ficaria muito feliz se as pessoas pudessem atender a todas as minhas solicitações, mas não é possível ter certeza de que isso irá acontecer".

Praticamente toda a programação em nosso cérebro pode ser refeita de forma linguística, e repetir esta frase continuamente, especialmente em ocasiões em que a pessoa começar a perceber que algo está entrando em choque com sua crença "iceberg", irá ajudar a destruir a crença.

É importante ressaltar que é necessário repetir a frase muitas vezes, em ocasiões diferentes, para que a crença seja remodelada.


Opção 2 : Contornar o "iceberg"

Existem algumas crenças "iceberg" que não servem para nada, mas que podem demandar muito tempo se você for tentar destruí-las. Além disso, pode ser que elas apareçam só de vez em quando, em situações específicas.

Um exemplo disto seria a crença de que "todos os meus subordinados no trabalho devem me obedecer".

Quando esta crença surge? Quando eu peço para um subordinado fazer algo e ele não faz.

Como contornar este "iceberg"?

Questione o motivo pelo qual a pessoa não realizou o trabalho. De repente pode ter surgido alguma outra urgência que você desconhece, ou seu subordinado pode ter tido algum tipo de dificuldade. Apenas quero deixar claro que obviamente existe uma enorme diferença entre esta situação que estou propondo e um ato de insubordinação deliberado, que então deve ser resolvido dentro das regras trabalhistas.

Perceba também, que seus subordinados são seus colegas de trabalho, e não seus escravos.


Opção 3 : Manter a crença "iceberg"

Podem haver situações em que você deseje manter a crença "iceberg", e nestes casos, o que você precisa fazer é tentar adequar os pontos mais problemáticos, deixando de lado ou dando menos importância os pontos mais críticos de sua crença, sem que você se sinta chateado por isso.

Para fazer isso, você deve questionar aquilo que é mais radical em sua crença.

Por exemplo, digamos que você tem a crença de que "não se pode confiar nas pessoas".

Como você pode ter certeza de que 100% das pessoas não são confiáveis? Que evidências você tem disto?

Você nunca viveu uma situação em que precisou confiar pelo menos um pouquinho em alguém?

Você nunca "pisou na bola" com alguém?


Considerações finais

Você jamais conseguirá ter domínio sobre todos os acontecimentos em sua vida, mas com certeza conseguirá dominar a forma  como você reagirá a eles.

Todas as vezes que você estiver interagindo com alguém e se sentir frustrado com algo que acontecer, pare um instante e analise a situação. Pode ser que ali exista alguma crença "iceberg".

Sei que no começo você talvez sinta alguma dificuldade para identificar e lidar com suas crenças "iceberg", mas basta ler novamente este texto para relembrar o "passo a passo" como fazê-lo. Além disto, estarei publicando um vídeo sobre este tema em poucos dias, e colocarei o link de acesso a ele aqui.

Lembro novamente que quase toda a programação em nosso cérebro pode ser refeita linguisticamente. Basta repetir continuamente aquilo que você quer acreditar ou alcançar, desde que obviamente seja factível.

Espero que este vídeo possa lhe ajudar. Curta-o e inscreva-se no canal.

Até breve!

Texto: Wilson Luiz Negrini de Carvalho

terça-feira, 14 de novembro de 2017

MOTIVATIONAL QUOTE NOVEMBER 14th 2017



The world would be much better if each person strives to be good as much as he or she strives to look good.

I'd like to suggest you a good book about motivation:

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

MOTIVAÇÃO 13/NOV/2017


O mundo seria muito melhor se cada pessoa se esforçasse em ser boa, tanto quanto se esforça em parecer boa.

Deixo a dica de um excelente livro sobre motivação:

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

MOTIVAÇÃO 06/NOV/2017


A vitória está sempre ao redor daqueles que não param de lutar.

Deixo a dica de um excelente livro sobre motivação:

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

FRASES MOTIVACIONAIS (NOVEMBRO/2017)


Frases deste mês:
  • Só existe uma maneira de evitar críticas: não fazer nada, não dizer nada e não ser nada. - Aristóteles
  • Quem tem alma de tirano, na verdade é um escravo.
  • O óbvio só é óbvio para a mente preparada.
  • Melhore os seus argumentos e não aumente a sua voz. É a chuva que faz as flores crescerem e não o trovão.

Quero deixar a dica de um excelente livro de motivação:

terça-feira, 31 de outubro de 2017

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

MOTIVAÇÃO 30/OUT/2017


Somos o que fazemos, mas somos, principalmente, o que fazemos para mudar o que somos.

Deixo a dica de um excelente livro sobre motivação:

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

CONDOMÍNIOS - O QUE IMPEDE UMA BOA ADMINISTRAÇÃO?


Este artigo reflete minha opinião sobre o tema em questão e não se refere a nenhuma pessoa ou condomínio em específico.

Contudo, se a "carapuça servir" para alguém que esteja lendo-o, sugiro que faça bom proveito do texto.

Resido em condomínio há mais de 40 anos, e sou proprietário de apartamento em mais de um condomínio. Isto me dá vivência para comentar sobre temas relacionados a condomínios, sem contar, é claro, das pesquisas que realizo quase que semanalmente sobre o tema "administração de condomínio" e ainda as histórias que frequentemente escuto de ocorrências em outros condomínios.

Uma pessoa que eu não conhecia, leu os outros textos que escrevi sobre condomínios, enviou uma mensagem para mim questionando sobre fatores que impedem uma boa administração de acontecer. A pergunta é muito inteligente e oportuna, e eu disse que lhe responderia no texto seguinte, ou seja, neste texto, e aqui vai a resposta, usando da extrema franqueza que me é peculiar...

É meu entendimento que problemas em condomínios normalmente ocorrem por dois motivos muito simples e óbvios: alguém fez alguma coisa errada ou alguém deixou de fazer o que era certo ou o que precisava ser feito (omissão).

Vamos analisar rapidamente esta questão usando exemplos:

a-) A administração do condomínio fez alguma coisa errada e isto irá gerar problema.

b-) Um morador ou um empregado fez alguma coisa errada, e a administração do condomínio não o reprimiu, aumentando assim o problema.

c-) A administração do condomínio deixou de fazer alguma coisa que deveria ser feita, e isto irá gerar problema.

O que temos em comum nas 3 situações exemplo? A administração do condomínio!

A administração do condomínio tem o poder nas mãos, tem a convenção, o regulamento do condomínio e as leis a seu favor para resolver todos os problemas, exceto aqueles que necessitem de aprovação de assembleia. Provavelmente deve ter também vários moradores a seu favor, caso contrário não teria sido eleita.

O que está impedindo-a de realizar uma boa gestão, onde o respeito às normas, leis e direitos dos moradores devem facilmente prevalecer?

NADA PODE IMPEDIR uma gestão correta e honesta de aparecer, a não ser que a administração faça uso de mentiras ou manipulações, seja displicente, conivente com erros, ou queira fazer coisas irregulares ou ilegais (isso pode e deve ser impedido por qualquer morador através da justiça).

É muito fácil um administrador incompetente tentar justificar sua gestão desastrosa, alegando impedimentos e problemas que não existem, ou reclamando de impedimentos válidos, feitos por moradores contra irregularidades cometidas pela própria administração ou outros moradores, que neste caso precisam ser impedidas mesmo. Esta atitude de jogar a culpa nos outros ou nas circunstâncias é típica de covardes que não assumem responsabilidade sobre o que fazem, sobre o que deixam de fazer quando deveriam tê-lo feito, nem sobre o que são como pessoas. Isto é uma vergonha! Este tipo de gente nem podia estar em uma administração.

É justamente a mediocridade destas pessoas, que as impede de perceber as próprias limitações. Quando raramente percebem, preferem ficar em sua zona de conforto, ao invés de mudarem de atitude. Mudanças em resultados só acontecem com mudanças radicais em atitudes, e não por simples mágica, ou por uso de afirmações ilusórias do tipo "eu quero mudar" (quer mudar, mude do condomínio que estará fazendo um enorme favor para toda a comunidade).

Apenas desviando um pouco o assunto - mencionei em um parágrafo anterior sobre o termo covardia, e não é por mera coincidência que este é o tema de outro artigo super polêmico que já está quase pronto: as várias formas de covardia praticadas em condomínios. Aguardem...

Voltando ao tema...

Quando pessoas sérias e competentes querem resolver um problema, elas VÃO E RESOLVEM, ao invés de ficar inventando mentiras (as famosas desculpas esfarrapadas). Existem técnicas super simples, eficazes e rápidas para gestão de problemas.

E tem mais... Gestores que têm caráter, e cujas condutas são pautadas por integridade e honestidade, respeitam e fazem respeitar regras e leis, ao invés de buscar meios de burlá-las para atender seus próprios interesses.

Tem tanto administrador bom e competente por aí, que administra condomínios e conflitos complexos com a maior facilidade (eu me lembro de pelo menos dois que marcaram muito pela competência, caráter, honestidade, etc, e talvez conheça até mais). Infelizmente nem todos são assim, e péssimos administradores acabam parando na administração de um condomínio por escolhas super mal feitas. Condôminos burros, alienados e manipuláveis são especialistas em votar tanto em pessoas, quanto em coisas inadequadas.

Nunca é demais lembrar que um condomínio é uma EMPRESA, sem fins lucrativos, e JAMAIS pode ser administrado como se fosse simplesmente uma extensão dos apartamentos de seus gestores.

Resumindo a história...

Na minha opinião boas intenções são louváveis, mas não são suficientes. O que impede uma boa administração de acontecer, é a incapacidade técnica ou comportamental ou moral de quem está na administração (as vezes é tudo junto). Tem pessoa que é lastimável mesmo, gosta de ser lastimável, não está interessada em mudar, e não é possível esperar bons resultados de gente assim.

Incapacidade de ordem técnica pode ser resolvida facilmente com aquisição de conhecimento. A de ordem comportamental pode ser resolvida por mudança de hábitos, mas já digo de antemão que é algo super difícil de conseguir, mesmo com ajuda especializada, pois antes de mudar seus hábitos, uma pessoa precisa mudar suas crenças (explícitas e implícitas) e antes de mudar suas crenças, precisa mudar seus valores (está tudo interligado). Por fim, incapacidade de ordem moral só pode ser sanada através da justiça.

Espero ter respondido de maneira clara à pergunta que me foi feita.

Por tudo isso que escrevi, repito sempre duas coisas para evitar problemas no seu condomínio...

1-) A pior coisa para uma condomínio é ter em sua administração uma pessoa inadequada. Pense nisto na próxima vez em que você for se candidatar, aceitar um convite para ser candidato, votar ou ceder procuração para eleger alguém. A escolha da pessoa certa está em suas mãos. Um morador incapaz colocado na administração do condomínio pode gerar prejuízos de todos os tipos.

2-) A melhor solução para um condomínio é contratar um síndico profissional.

Esta é minha opinião sobre o tema " O QUE IMPEDE UMA BOA ADMINISTRAÇÃO ?"

Algumas pessoas têm lido meus textos e trocado mensagens muito interessantes comigo sobre o tema de administração de condomínios. Convido você também leitor, a "trocar figurinha" comigo através de mensagens e comentários.

Aproveito a oportunidade para deixar a dica de um livro interessante, que pode ajudar futuros e atuais síndicos a administrar melhor seus condomínios:

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

MOTIVAÇÃO 23/OUT/2017


Sonhos que nunca se realizam acabam se tornando pesadelos.

Deixo a dica de um excelente livro sobre motivação:

terça-feira, 17 de outubro de 2017

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

MOTIVAÇÃO 16/OUT/2017


Uma mentira repetida várias vezes se tornará uma verdade para quem a repete.

Deixo a dica de um excelente livro sobre motivação:

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

MOTIVAÇÃO 09/OUT/2017


Um tigre jamais perde o sono por causa da opinião das ovelhas.

Deixo a dica de um excelente livro sobre motivação:

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

FOTO DO MÊS (OUTUBRO/2017)


Foto: Wilson Luiz Negrini de Carvalho

Para você que gosta de fotografia e quer aprender truques essenciais para tirar uma boa foto, recomendo o livro abaixo:

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

MOTIVAÇÃO 02/OUT/2017


Todo sacrifício é temporário, mas as vitórias são para sempre.

Deixo a dica de um excelente livro sobre motivação:

domingo, 1 de outubro de 2017

FRASES MOTIVACIONAIS (OUTUBRO/2017)


Frases deste mês:
  • O hoje está sempre aqui. O amanhã, nunca.
  • Integridade é dizer a verdade a mim mesmo, e honestidade, é dizer a verdade aos outros.
  • Você precisa aprender que a vida só dá asas para quem não tem medo de cair.
  • Todos têm uma criança dentro de si, mas poucos a deixam viver. - Augusto Cury
Quero deixar a dica de um excelente livro de motivação:

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

RECEITA DE SARDINHAS ASSADAS


Ingredientes:
  • 8 sardinhas frescas, limpas, sem cabeça, cortadas ao meio
  • 2 cebolas médias cortadas em rodelas
  • 1 colher de sopa de manjericão fresco picado
  • 2 colheres de sopa de cebolinha fresca picada
  • 1 limão
  • Azeite de oliva
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto

Preparo:

Corte as rodelas de cebola em 4 partes e reserve.

Em uma vasilha com fundo arredondado, esprema metade do limão, coloque as sardinhas e por cima coloque a pimenta, o sal, o manjericão e duas colheres de sopa de azeite. Misture tudo e deixe marinar por pelo menos 20 minutos.

Acenda o forno e deixe-o na potência máxima para aquecer.

Unte uma assadeira média com azeite e coloque as sardinhas abertas, com a parte interna virada para baixo.

No caldo que sobrou do tempero das sardinhas, junte as cebolas, misture bem, e distribua-as pelas laterais da assadeira.

Quando o forno estiver bem quente, coloque a assadeira dentro e deixe assar por 20 minutos ou até que as sardinhas comecem a ficar douradas, em uma temperatura de cerca de 270 graus.

Retire do forno quando estiver pronto. Separe as cebolas assadas em uma pequena vasilha de fundo arredondado, misturando em seguida o suco de metade do limão, uma colher e meia de sopa de azeite, e sal a gosto.

Coloque as sardinhas em um prato grande ou travessa, distribuindo o molho ao redor ou sobre as sardinhas.

Tempo de preparo: 50 minutos

Serve 3 pessoas

Foto: Wilson Luiz Negrini de Carvalho

Para você que aprecia assados, gostaria recomendar um livro com boas receitas:

terça-feira, 26 de setembro de 2017

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

MOTIVAÇÃO 25/SET/2017


Você sabe que está no caminho certo, quando perde o interesse de olhar para trás.

Deixo a dica de um excelente livro sobre motivação:

domingo, 24 de setembro de 2017

NEUROCIÊNCIA E APRENDIZADO


Há poucos dias vi uma reportagem no noticiário das 20:00 horas do canal France 2 da televisão francesa, que falava de uma experiência inédita que já vem sendo feita nos últimos 6 anos, com crianças de uma escola da cidade de Calais na França.

São crianças que estão começando a aprender a ler e a escrever.

Usando técnicas descobertas pela neurociência, os professores estão ensinando as crianças a lerem rapidamente palavras cujo significado ainda é desconhecido para elas.

Realmente vi crianças bem pequenas, lendo de forma relativamente rápida, várias palavras.

Segundo o estudo, o aprendizado do significado das palavras virá depois, de forma automática.

Um instituto chamado NEUROSPIN também está realizando alguns testes neste sentido com crianças que já sabem ler, auxiliando-as na leitura rápida e no aumento da velocidade do aprendizado.

Foi interessante acompanhar por alguns instantes, através da reportagem, uma tomografia do cérebro de uma criança, mostrando as áreas do mesmo que são acionadas, enquanto a criança lê rapidamente.

Em outro segmento da mesma reportagem, foi identificado que pela forma como as pupilas dos alunos se dilatam, é possível identificar se o cérebro dos mesmos estão concentrados naquilo que estão aprendendo ou fazendo. Para o caso dos alunos que não estão concentrados, os professores usam técnicas de neurociência para retomar a concentração dos mesmos.

Finalmente, um dos fatores primordiais que está sendo buscado com o uso destas técnicas, além da melhoria do aprendizado, é estimular no cérebro dos alunos o "centro de prazer", para que os mesmos associem estudar como fonte de satisfação.

Texto: Wilson Luiz Negrini de Carvalho

Caso você queira aprender mais sobre neurociência, recomendo este livro:

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

CONDOMÍNIOS - DEVO SER MEMBRO DA ADMINISTRAÇÃO DE UM CONDOMÍNIO?


Este artigo reflete minha opinião sobre o tema em questão e não se refere a nenhuma pessoa ou condomínio em específico.

Contudo, se a "carapuça servir" para alguém que esteja lendo-o, sugiro que faça bom proveito e tente usar as coisas aqui descritas para se tornar uma pessoa "menos pior".

Resido em condomínio há mais de 40 anos, e sou proprietário de apartamento em mais de um condomínio. Isto me dá vivência para comentar sobre temas relacionados a condomínios, sem contar, é claro, das pesquisas que realizo quase que semanalmente sobre o tema "administração de condomínio" e ainda as histórias que frequentemente escuto de ocorrências em outros condomínios.

Este texto faz parte de uma série de artigos e vídeos que têm como objetivo analisar problemas e outras coisas ligadas a condomínios, e ainda traz algo inédito, que é a análise básica e simples de alguns aspectos ligados à parte comportamental.

Quando uma pessoa deseja fazer parte de uma administração, deve fazer a si própria uma pergunta: Por qual motivo alguém deseja fazer parte da administração de um condomínio?

As respostas são inúmeras, mas vamos analisar algumas:

1-) Tentar melhorar o condomínio de alguma forma.

2-) Usar sua experiência pessoal e profissional para gerir o condomínio de forma sadia.

3-) Trazer inovações para o condomínio.

4-) Satisfazer o próprio ego.

5-) Impor sua vontade e realizar o que bem entende.

6-) Satisfazer sua baixa auto-estima tentando aparecer ou se colocar em evidência de qualquer forma.

Obviamente, quando uma pessoa se candidata a uma posição na administração do condomínio, justifica para todos os "eleitores" potenciais os itens de 1 a 3. Contudo, existem ALGUNS CASOS em que, quando eleita, a pessoa mostra através de atitudes, que suas reais intenções estavam alinhadas entre os itens 4 a 6.

Compreender os verdadeiros sentidos que existem por trás de suas intenções ajudará a evitar problemas futuros, se você for eleito.

Mas a coisa não para por aí...

Imagino se alguém reflete sobre isto: se você pretende fazer parte de uma administração, deve se preocupar com a experiência, intenções verdadeiras e o comportamento das outras pessoas que estarão junto com você.

Você já ouviu este ditado? "Não importa se a mula é manca, o que eu quero é rosetar". É isso aí, tem gente que quer entrar para a administração de um condomínio de qualquer jeito, mesmo sem ter condições.

Um indivíduo pode comprometer todo o trabalho e em alguns casos até a reputação do restante do grupo. Em 100% dos casos em que eu soube de confusões que ocorreram durante uma gestão, TODOS os membros da administração saíram com sua imagem manchada, alguns mais, outros menos. O pior é que a culpa nem sempre é de TODOS, mas TODOS "levam tinta". Mesmo depois de terminada a gestão, a imagem "arranhada" irá perdurar indefinidamente.

Já ouvi falar de um princípio de que todo mundo é correto até que se prove o contrário.

Falando de mim: Tenho uma crença um pouco diferente, que me diz que reputação é algo que você constrói com o tempo, através das suas atitudes, e não algo que "já vem" com você. Nem é algo que é criado e atestado pelas próprias palavras, quando alguém fala para outras pessoas, das "virtudes" que acredita que tem. Quem não criou sua reputação ou sua imagem comigo, TEM meu respeito, mas NÃO TEM meu apoio. Em alguns casos, nem meu respeito tem - por simples regras de civilidade e boa convivência, é tolerado por mim. Tem gente que não entende porque sou "seletivo" com as pessoas.

O critério que você usará para julgar seus reais motivos, o comportamento de quem estará com você, as reais intenções de quem estará com você, e decidir se vale a pena ou não se arriscar em uma "aventura" na administração de um condomínio, é uma decisão sua.

Às vezes, uma pequena aversão ou diferença de princípios com uma das pessoas que estará junto com você na equipe, já é motivo mais do que suficiente para você desistir da ideia. Por melhor que seja sua intenção em participar de uma gestão, é melhor você nem se candidatar, para evitar problemas ou situações irreversíveis.

Mesmo sem participar como membro efetivo de uma administração, você pode ajudar muito um condomínio, colaborando com a administração. Ainda assim você precisa tomar cuidado para que alguma eventual "lambança" cometida pela administração não respingue em você, que é "apoiador" da administração.

O outro lado da moeda é você ser convidado para participar de uma gestão.

Por qual motivo alguém lhe convida para fazer parte de uma gestão?

Mais uma vez as respostas são inúmeras, mas vamos analisar algumas opções:

a-) Você tem uma conduta responsável, ética e honesta.

b-) Você tem competências (técnicas, morais, etc) que podem ser úteis para o condomínio.

c-) Alguém está querendo "pegar carona" na sua boa reputação e usá-la como "escada" para se eleger ou dar respaldo em seus projetos.

d-) Você tem temperamento calmo e passivo, e apenas servirá como uma "vaca de presépio" manipulável para quem lhe convidou.

e-) Você compartilha das mesmas convicções que a pessoa que está lhe convidando.

As mesmas coisas que escrevi para o caso de você optar por se candidatar, valem para o caso de você ser convidado a participar de uma administração. Acho que não preciso escrever tudo novamente.

Jamais fique melindrado para recusar um convite ou ter que dar explicações pela sua recusa. Basta dizer que você NÃO QUER SE ENVOLVER NA ADMINISTRAÇÃO DO CONDOMÍNIO, o que é uma verdade, independente de talvez haver motivos mais fortes que levaram você a recusar.

Nunca é demais lembrar que o fato de você recusar um convite, JAMAIS irá tirar seu direito irrevogável de questionar, reprovar, opinar, votar, impugnar ou impedir atos irregulares, e até mesmo ser contra a administração que for eleita, se este for o caso.

Sinceramente acredito que a melhor opção para administrar um condomínio é contratar um profissional, que não tem outra escolha a não ser pautar sua conduta pelos melhores princípios técnicos, morais e éticos, e se não estiver atendendo as expectativas, pode facilmente ser substituído. Além disto, o ambiente de convivência no condomínio melhora muito, pois reduz potencialmente o atrito entre moradores.

Esta é minha opinião sobre o tema "DEVO SER MEMBRO DA ADMINISTRAÇÃO DE UM CONDOMÍNIO?".

O que é mais importante disto tudo, é lembrar que colocar a pessoa "errada" na administração de um condomínio é uma das piores coisas que pode acontecer para uma comunidade.

Pense nisto na próxima vez em que for se candidatar, aceitar um convite para ser candidato, votar ou ceder procuração para eleger alguém.

Aproveito a oportunidade para deixar a dica de um livro interessante, que pode ajudar futuros e atuais síndicos a administrar melhor seus condomínios:

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

QUALIDADE E MATURIDADE


Faz alguns dias que publiquei um artigo em que eu mencionei sobre a questão da imaturidade, e embora sejam situações completamente diferentes, me lembrei deste aprendizado, e resolvi escrever um artigo sobre ele.

Pode ser que alguém esteja se perguntando: o que tem a ver qualidade com maturidade?

Tem muita coisa a ver sim, e vou mostrar-lhe aqui.

No fim da década de 80 eu trabalhava na Embraer em São José dos Campos (SP), quando a empresa foi tomada pela moda da "Qualidade Total".

Os preceitos da Qualidade Total ensinam muita coisa boa, principalmente no que diz respeito à forma como você encara as críticas que são feitas ao trabalho que você realiza.

Normalmente, o que se vê por aí é uma atitude totalmente imatura quando alguém observa um ponto de melhoria ou oportunidade de melhoria (chamado por outros de crítica) no trabalho que você realiza.

Os imaturos encaram isto como uma crítica à pessoa deles, e vão mais longe, são tão arrogantes e "sem noção", que ainda acham que o trabalho que realizam, que muitas vezes é sofrível (para não falar coisa pior), é algo muito bom. Se iludem e iludem quem acredita em suas mentiras.

Os inteligentes recebem as críticas como oportunidades de melhoria. Avaliam-nas, selecionam o que é procedente e o que não é, e ao invés de agirem como crianças birrentas, tomam ações efetivas para corrigir e até melhorar o que está errado.

O fato de uma pessoa conhecer um problema e nada fazer para resolvê-lo, implica não só em falta de vergonha na cara, como também absoluta falta de comprometimento com seu trabalho.

Confesso que ter obtido o conhecimento da filosofia da Qualidade Total ao final da década de 80, mudou definitivamente minha postura sobre a forma como encarava as críticas, e a qualidade do meu trabalho aumentava sem parar.

Minha percepção sobre qualidade e maturidade aumentou ainda mais, quando no início da década de 90 tive a oportunidade de ler o livro "A HORA DA VERDADE" do autor Jan Carlzon. O livro mostra claramente a diferença entre as atitudes hipócritas de "qualidade" que algumas empresas tomam com o intuito de enganar seus clientes e as atitudes eficazes que evidenciam que a qualidade e a satisfação do cliente estão realmente entre os principais valores da empresa. Se você quer aprender definitivamente como atender seu cliente com a máxima qualidade possível, leia este livro.

A única coisa ruim em se adquirir este conhecimento é que você percebe facilmente a falta de qualidade em tudo o que lhe cerca, e se torna uma pessoa mais chata, exigindo que outros forneçam um serviço melhor para você.

Você consegue observar esta questão de falta de qualidade e maturidade em todos os níveis da sociedade: em órgãos governamentais, em empresas privadas de todos os portes, e até mesmo bem próximo, como por exemplo no lugar onde mora. Basta prestar atenção aos detalhes do comportamento das pessoas, e você vai descobrir muito sobre elas.

Infelizmente o Brasil é um país onde impera a má qualidade em todos os setores. Será que preciso citar um dos principais motivos?

O que você tem feito de verdade para melhorar a qualidade do serviço que faz?

Como você encara as críticas que são feitas à você? Você as vê como oportunidade de melhoria?

Texto : Wilson Luiz Negrini de Carvalho

Você pode comprar o livro "A HORA DA VERDADE" no link abaixo:

terça-feira, 19 de setembro de 2017

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

MOTIVAÇÃO 18/SET/2017


Você precisa aprender que a vida só dá asas para quem não tem medo de cair.

Deixo a dica de um excelente livro sobre motivação:

sábado, 16 de setembro de 2017

LIVRO ESTRESSE - COMO LIDAR COM AS EMOÇÕES QUE TIRAM VOCÊ DO SÉRIO


Título: Estresse - Como lidar com as emoções que tiram você do sério

Autores: Jan Bruce, Andrew Shatté e Adam Perlman

Editora: Sextante

ISBN: 978-85-431-0246-7

Minha opinião sobre o livro: O conteúdo tem tudo a ver com o título, mas vai muito além. Oferece um plano efetivo para ajudar a diminuir o estresse. Eu fiz vários cursos na área de PNL e neurociência e já li vários livros sobre o tema. Contudo, neste livro encontrei algo bem interessante, que é identificar o que eles chamam de "crenças iceberg", que são as crenças que nós temos, e que geram conflitos com outras pessoas. Recomendo a leitura do livro.

Você poderá comprar este livro no link abaixo:

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

FOTO DO MÊS (SETEMBRO/2017)


Foto : Wilson Luiz Negrini de Carvalho

Para você que gosta de fotografia e quer aprender truques essenciais para tirar uma boa foto, recomendo o livro abaixo:

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

MOTIVAÇÃO 11/SET/2017


As verdades que menos gostamos são, muitas vezes, aquelas de que temos mais necessidade de saber.

Deixo a dica de um excelente livro sobre motivação:

domingo, 10 de setembro de 2017

REAPROVEITANDO O SACO DE PÃO DE FORMA

Dando continuidade nas dicas de reaproveitamento de embalagens, deixo aqui a dica para o reaproveitamento do saco de pão de forma, para descartar outros materiais recicláveis.


Os sacos de pão de fôrma são ótimos para Você descartar objetos como garrafas plásticas e ainda qualquer outro material reciclável que queira.

O ideal é que em sacos plásticos, descarte-se somente coisas de plástico, mas a coleta seletiva não está disponível em todos os lugares. Ainda assim, você pode agrupar tudo o que é reciclável em um saquinho destes, para que possa ser separado adequadamente depois.


Leia também outro artigo que escrevi sobre reaproveitamento do saco de arroz neste link http://tudoqueseiequenadasei.blogspot.com.br/2017/02/reaproveitando-o-saco-de-arroz.html

Faça sua parte para ajudar o planeta.

sábado, 9 de setembro de 2017

UMA PESSOA MUITO ESPECIAL


Hoje de manhã cedo, nossa família perdeu uma pessoa muito querida, chamada Maria Aparecida Alcântara, carinhosamente chamada por familiares e amigos por Cida.

A Cida começou trabalhando quando era bem jovem para meus avós maternos, Luiz e Gladys Negrini, ajudando inclusive na criação de minha mãe, minhas tias, na minha criação e de meu irmão, na criação de meus primos, e na criação de alguns de meus sobrinhos.

Católica fervorosa, tinha em sua fé a sua arma, que não tenho dúvidas, foi usada até o último instante.

Jamais se casou, e dedicou toda a sua vida à nossa família.

Era uma pessoa de poucas posses materiais, mas era detentora de um cabedal espiritual e moral que não tinha tamanho. Possuidora de uma humanidade enorme, era amada por todos que a conheciam.

Não fez faculdade, mas tinha um conhecimento sobre as coisas da vida que poderia dar inúmeras lições exemplares para muitos Phd's que conheço, deixando-os completamente "no chinelo".

Na semana passada foi pega de surpresa por uma doença silenciosa e muito séria.

Contando com mais de 80 anos de idade, tinha um senso tão grande de trabalho e dever, que mesmo hospitalizada na semana passada, precisou ser contida no leito, pois ao amanhecer do dia, queria voltar de qualquer jeito para a casa de meus tios, onde trabalhava até hoje, para fazer o café da manhã para meu tio Bob.

Ironicamente, eu deveria ter viajado em 07/09/2017 para Santa Cruz do Sul (RS) para visitá-la, retornando hoje, que sem eu saber, seria o dia de sua morte. Infelizmente ocorreram uma série de desencontros que me impediram de viajar.

As pessoas que me conhecem sabem que estudo vários tipos de religiões, e no espiritismo de Allan Kardec é possível encontrar uma explicação interessante para os espíritos das pessoas que abdicam de seus interesses pessoais e se dedicam por toda a vida a outras pessoas, assim como fez a Cida. Ele explica que antes de reencarnar, o espírito escolhe a missão que vai ter na terra, com o intuito de reparar algum erro do passado ou então evoluir espiritualmente. Independente da opção, o trabalho da Cida foi muitíssimo bem cumprido aqui na Terra, e eu não tenho dúvidas de que, quer seja no Céu, quer seja no mundo Espiritual, hoje deve estar havendo uma enorme festa por lá, pois uma alma santa e poderosa retornou ao convívio do Criador do Universo.

Pessoas se eternizam por conta da diferença que fizeram na vida de outras pessoas, e a Cida está eternizada na vida de toda nossa família.

Muito obrigado Cida, por tudo que você fez por mim e por nossa família. Se não for pedir muito, sei que você terá outros afazeres aí onde você se encontra, mas peço que de vez em quando dê uma olhadinha aqui para nós que ainda estamos na Terra, e lance-nos um pouco do seu poder para nos ajudar.

Um grande beijo,

Wilson Luiz Negrini de Carvalho

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

CONDOMÍNIOS - BRIGAS EM ASSEMBLEIAS



Este artigo reflete MINHA OPINIÃO sobre o tema em questão e NÃO SE REFERE a nenhuma pessoa ou condomínio em específico. Contudo, se a "carapuça servir" para alguém que esteja lendo-o, sugiro que faça bom proveito do texto e tente usar as coisas aqui descritas para se tornar uma pessoa "menos pior".

Este texto inaugura uma série de ARTIGOS e VÍDEOS que irei publicar ao longo das próximas semanas e meses, tratando sobre problemas e outros assuntos relacionados a condomínios.

Resido em condomínio há mais de 40 anos, e sou proprietário de apartamento em mais de um condomínio. Isto me dá vivência para comentar sobre temas relacionados a condomínios, sem contar, é claro, das pesquisas que realizo quase que semanalmente sobre o tema "administração de condomínio" e ainda as histórias que frequentemente escuto de ocorrências em outros condomínios.

Vamos ao que interessa...

Qualquer pessoa que more em um condomínio, sabe que a coisa mais normal do mundo é um condômino expor suas ideias e votar livremente durante as assembleias, sem ter que ouvir palavrões ou ter que passar por algum tipo de constrangimento.

Isto seria algo super natural em um condomínio com pessoas que têm um mínimo de classe, educação e bom senso. Infelizmente, nem todos os lugares são assim.

É sabido que pelo menos 90% dos desentendimentos no mundo são causados por expectativas não atendidas. Lembre-se das vezes em que você teve uma altercação com alguém... É muito provável que ela ocorreu por causa de alguma expectativa não atendida.

Em assembleias de condomínios, dificilmente teremos situações que atendam às expectativas e interesses de todos.

O que é importante é saber portar-se de maneira civilizada e madura, quando as suas expectativas não forem atendidas. E ainda dentro deste contexto, se um condômino estiver sendo lesado em seus direitos, ele tem a opção de buscar a justiça, sem precisar agredir ou ofender outro condômino, e desta forma, perder a razão.

Por qual motivo pessoas portam-se de maneira inadequada?

Os motivos são vários, mas na minha percepção, os principais são: falta de maturidade, tirania, narcisismo e falta de limites.

A falta de maturidade está ligada diretamente ao comportamento infantil de não aceitar em hipótese alguma derrota ou uma simples opinião diferente da sua própria. Você vê a imaturidade expressa de forma exacerbada em brigas em estádio de futebol. Nem preciso falar o quanto a sociedade repudia o comportamento imaturo que gera brigas.

A imaturidade tem uma íntima ligação com a tirania, onde a pessoa "exige" que outros se submetam a seus caprichos de qualquer forma, sob qualquer circunstância. Em outras palavras: "você tem que votar no que eu quero que você vote".

Por fim, tomo emprestado um trecho de uma música de Caetano Veloso que diz que "narciso acha feio o que não é espelho", ou seja, os narcisistas não gostam daqueles que são ou que pensam diferentes deles.

A reunião das duas primeiras deformidades morais citadas aqui, gera uma outra chamada falta de limites, e infelizmente o povo brasileiro é campeão nisto.

Resumindo: quando temos em uma assembleia indivíduos que reúnem individualmente ou em conjunto a imaturidade, tirania, narcisismo e falta de limites, existe uma enorme probabilidade de ocorrer desavenças, e a culpa é somente deste tipo de gente e de quem os apoia.

Isto ocorre em condomínios de todos os níveis sociais, já que dinheiro pode comprar tudo o que uma pessoa mais quer, mas nem sempre poderá comprar o que ela mais precisa.

A situação nas assembleias fica muito pior, SE POR ACASO tivermos na administração do condomínio, pessoas que também "sofrem" de imaturidade, tirania, narcisismo e falta de limites. Pessoalmente acho que pessoas deste tipo JAMAIS poderiam fazer parte da administração de um condomínio.

Uma vez que uma assembleia é convocada pela administração do condomínio, entendo que esta última é corresponsável pelos constrangimentos e danos morais que eventualmente venham a acontecer durante a assembleia, especialmente quando são coniventes com os constrangimentos que acontecem, e nada fazem para reprimi-los.

Em segundo lugar, entendo que o outro responsável pela ordem e bom andamento do que acontece em assembleias é quem ocupa a posição da presidência da mesa durante as mesmas.

Independente de ser o presidente da mesa ou a administração do condomínio, quem ocupa estas posições tem a obrigação de REPRIMIR IMEDIATAMENTE qualquer atitude anti-social que envolva desrespeito aos direitos dos participantes e aos próprios participantes.

É direito irrevogável de todo condômino poder votar e opinar em assembleias. Não há o que se discutir sobre isto, e aquele que tenta impedir, não importando qual artifício use para fazê-lo, deve ser imediatamente advertido e se insistir, deve ser retirado da assembleia.

Lembro ainda que o principal motivo de inadimplência em assembleias são as brigas. Existem condomínios que não conseguem aprovar coisas significativas em assembleias porque os condôminos simplesmente não comparecem, pois não estão dispostos a trocar o ambiente de seus lares por um ambiente de discussões e brigas. Em uma assembleia bem preparada e bem conduzida, dificilmente temos brigas.

Vivo dizendo que A PIOR COISA que pode acontecer para um condomínio, é colocar pessoas "erradas" em sua administração, o que provavelmente irá gerar prejuízo, tanto financeiro, quanto de ambiente, de convivência, e muitas outras coisas.

Sou um condômino bastante questionador e nas inúmeras assembleias das quais participei, vi serem aprovadas propostas em relação às quais era e ainda sou totalmente contra, e JAMAIS me conduzi de forma anti-social, quer seja falando palavrões ou constrangendo condôminos que votaram diferente de mim. Sempre cobrei o cumprimento da lei, da convenção e do regulamento dos condomínios. Sempre expus de maneira pontual o que pensava em qualquer circunstância em que eu achei que deveria fazê-lo, e sempre votei contra o que achei que deveria votar. As pessoas que me conhecem sabem que CONTINUAREI A FAZÊ-LO NO FUTURO, QUANDO EU ACHAR QUE DEVA, E NINGUÉM JAMAIS ME IMPEDIRÁ DE FAZÊ-LO, e sabem também que eu penso que se alguém não gostar da minha postura, que "engula com farinha", pois é assim que será.

Como tentar evitar brigas em assembleias?

1-) Escolha muito bem a pessoa que você vai eleger para ser membro da administração de um condomínio. Todos os males de um condomínio começam aqui. É preferível pagar um profissional para administrar um condomínio do que colocar na administração gente que não tem condições.

2-) Durante as assembleias, cobre da administração do condomínio e da presidência da mesa uma conduta mais severa, caso esteja havendo desrespeito de direitos dos moradores, que nada mais é do que atitude anti-social.

3-) Manifeste-se abertamente em apoio à presidência da mesa ou da administração do condomínio quando eles tentarem, ou melhor, se por acaso tentarem, colocar ordem em uma assembleia.

Esta é minha opinião sobre o tema "Brigas em Assembleias". Você pode ter uma opinião diferente da minha, e embora eu respeite, ela é um problema só seu. Além disto, nunca é demais lembrar que sou responsável pelo que escrevo e não pelo que os outros entendem.

O próximos artigos sobre condomínios já estão prontos, e apenas passam por revisão de texto. Serão publicados em breve, e dentre eles existem temas extremamente polêmicos...

Até o próximo artigo!

Aproveito a oportunidade para deixar a dica de um livro interessante, que pode ajudar futuros e atuais síndicos a administrar melhor seus condomínios: