sexta-feira, 16 de julho de 2010

O TAMANHO DAS PESSOAS


Segue um texto de autoria desconhecida, que trata do comportamento humano e de suas conseqüências:

"Os tamanhos variam conforme o grau de envolvimento.

Uma pessoa é enorme para você, quando fala do que leu e viveu, quando trata você com carinho e respeito, quando olha nos olhos e sorri destravado. É pequena para você quando só pensa em si mesma, quando se comporta de uma maneira pouco gentil, quando fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade, o respeito, o carinho, o zelo e até mesmo o amor.

Uma pessoa é gigante para você, quando se interessa pela sua vida, quando busca alternativas para o seu crescimento, quando sonha junto com você. E pequena, quando desvia do assunto.

Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende, quando se coloca no lugar do outro, quando age, não de acordo com o que esperam dela, mas de acordo com o que espera de si mesma. Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos clichês.

Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um relacionamento, poder crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas.

Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande. Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo.

É difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos. Nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros, mas de ações e reações, de expectativas e frustrações.

Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente, se torna mais uma. O egoísmo unifica os insignificantes.

Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande, e sim sua sensibilidade, sem tamanho!"

( Foto : Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

4 comentários:

Cora disse...

Vc simplesmente tem o dom de ir profundo na alma das pessoas.Gosto de ler vc!!!Parabéns pelo texto e uma ótima senmana!!

Tuis disse...

Olá Cora. Obrigado por seu comentário.

O texto na realidade não foi escrito por mim. Recebi-o por e-mail de uma colega.

Uma excelente semana para você também!

Grazielli disse...

"Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande. Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo."


juro que depois de ler esse trecho, tive a sensação que colocaram o dedo em uma ferida que eu julgava cicatrizada...

Tuis disse...

Olha Grazi, isto com certeza é verdade para quase todas as pessoas.

Nós só compreendemos a falta que uma pessoa faz para a gente, quando não a temos mais por perto, e se no passado, esta pessoa ficou algum tempo em nossa companhia, é porque sem dúvida alguma, ela fazia a diferença na nossa vida.