segunda-feira, 20 de abril de 2009

ENCONTRO EM SAMARRA

Há alguns anos atrás, estava lendo o livro MEDO DA VIDA do autor Alexander Lowen e me deparei com uma estória muito interessante.

No livro, o autor faz uma série de comentários sobre o destino e chega a afirmar que, segundo a percepção dele, quanto mais fazemos para evitar algo em nosso destino, mais certeiro ele é. Em outras palavras ele dá a entender que as defesas que erguemos para nos proteger, criam exatamente a condição que estamos tentando evitar.

Para ilustrar isso, ele transcreve um trecho do romance de John O'Hara chamado ENCONTRO EM SAMARRA:

"O escravo, enviado por seu patrão para comprar algumas provisões no mercado, em Bagdá, retorna aterrorizado. Tinha levado um empurrão de alguém na multidão, e quando se voltou, viu que era a morte, aparentemente ameaçando-o. O escravo implora a seu patrão um cavalo para fugir até Samarra, a fim de evitar seu destino. O patrão lhe dá o cavalo, e o escravo parte a toda pressa. Então, o patrão vai ao mercado, onde vê a morte. Aproxima-se e pergunta por que teria ela ameaçado seu escravo. Diz a morte: Eu não o ameacei. Meu braço ergueu-se em surpresa por vê-lo aqui em Bagdá, pois tenho um encontro marcado com ele, hoje à noite, em Samarra."

É isso aí, nada de tentar controlar seu destino... Deixe a vida te levar!

(Texto: Wilson Luiz Negrini de Carvalho)