sábado, 2 de janeiro de 2010

NÓS CONFESSAMOS

Recebi uma mensagem muito interessante que falava de um texto que o pastor Joe Wright leu durante a abertura de uma sessão na Assembléia Legislativa do estado de Kansas, nos Estados Unidos.

Na ocasião, causou a maior polêmica. Políticos presentes ao evento ficaram indignados, pois pelo jeito, a "carapuça" deve ter servido muito bem para eles, como eu acredito que sirva perfeitamente para os políticos brasileiros.

Embora isto tenha ocorrido em 1996, o texto é atual até hoje:

"Pai celestial, viemos diante de Ti neste dia para Te pedir perdão e para pedir a que nos guie.

Sabemos que Suas palavras dizem: "Ai daqueles que chamam o mal de bem", mas tem sido exatamente isto que temos feito.

Temos perdido o equilíbrio espiritual e temos mudado os nossos valores.

Nós confessamos:

Temos ridicularizado a verdade absoluta da sua palavra e chamado isso de "pluralismo".

Temos adorado a outros deuses e chamodo isto de "multiculturalismo".

Temos aprovado a perversão e chamamos isso de "estilo de vida alternativo".

Temos explorado os pobres e chamamos isso de "sorte".

Temos recompensado a preguiça e chamamos isso de "bem-estar social".

Temos matado pessoas que ainda não nasceram e chamamos isso de "escolha".

Temos matados pessoas que cometem abortos e dizemos que é "justificável".

Temos negligenciado a disciplina de nossos filhos e chamamos isto de "construir a auto-estima".

Temos abusado do poder e chamamos isso de "política".

Temos cobiçado os bens do nosso vizinho e chamamos isso de "ambição".

Temos poluído o ar com palavrões e pornografia e chamamos isso de "liberdade de expressão".

Temos ridicularizado os valores dos nossos antepassados e chamamos isso de "iluminação".

Procura-nos, ó Deus, e conhece os nossos corações. Purifique-nos de todo pecado e nos liberte.

Guia e abençoa estes homens e mulheres que foram enviados para nos direcionar para o centro da Sua vontade. Eu o peço em nome de Seu Filho, o Salvador vivo, Jesus Cristo.

Amém."
( Tradução : Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

Nenhum comentário: