sábado, 9 de fevereiro de 2013

VIAJAR ACOMPANHADO OU SOZINHO ?

Aqueles que gostam de viajar, às vezes passam por um pequeno dilema. Viajar acompanhado ou sozinho?

Nas viagens que realizo, mesmo sem querer, acabo percebendo o comportamento dos outros turistas.

Existem pessoas que não conseguem fazer praticamente nada sozinhas. São extremamente dependentes de uma companhia, para realizar coisas simples, como ir a um shopping center, fazer pequenos passeios. O que diria viajar! Parece que se ela realizar qualquer uma destas atividades sem estar acompanhada, alguma coisa fica "faltando". Eu sinceramente tenho dó de pessoas dependentes.

Para realizar uma viagem acompanhado, é preciso haver muito sincronismo, muita identidade entre os viajantes, caso contrário, alguma coisa não vai sair bem.

Imagine uma pessoa acordando cedo para aproveitar o dia, e outra querendo levantar ao meio-dia. Imagine uma querendo visitar um museu, e outra que detesta museus.

Se você vai viajar acompanhado, é melhor entrar em acordo com quem irá viajar, antes de começar a viagem.

Sempre vi pessoas viajando em um grupo de amigos e dizendo que gostou muito. Questão de preferência. As viagens em grupo que realizei, infelizmente não me agradaram.

Acho que para viajar acompanhado é preciso ceder, e em alguns casos, ceder demais, a ponto de às vezes, comprometer a sua satisfação.

Como solteiro, gosto de viajar sozinho. Pode parecer algo não muito agradável, mas é exatamente este comportamento que até hoje garantiu 100% de satisfação em minhas viagens.

Tenho costume de contratar pacotes turísticos nos quais eu já saiba antecipadamente quais os roteiros, quais os horários das atividades e quais o horários que são livres, para que nestes últimos, eu possa programar atividades adicionais.

Alguns podem achar este tipo de viagem monótona, organizada ou solitária, mas eu garanto que elas são as que eu mais aproveito e mais me divirto.

É possível se divertir muito quando se está sozinho, e o mais engraçado é que o fato de não estar acompanhado, parece abrir mais portas para conhecer novas pessoas.

Até hoje tenho tido a felicidade de transformar minhas viagens em eventos de muita diversão, e ao mesmo tempo, aquisição de cultura. Acho que seu eu tivesse acompanhado de alguém, elas não teriam sido tão agradáveis como foram.

Conheço casais, em que um deles já saiu para viajar sem a companheira ou companheiro, e gostou muito da experiência diferente.

Que cada um defina aquilo que prefere, e boa viagem!

( Texto : Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

Nenhum comentário: